segunda-feira, 23 de maio de 2016

Jardim Botânico de Coimbra

Fonte e Jardim formal
Prunus cerasifera
Vista geral do jardim
Cedrus deodara
Aqueduto e escadaria
Estufas 
Rhododendron
Jardim formal
Varanda sobre o jardim formal
Vista da entrada
Um dos recantos mais belos do jardim
Fonte no jardim formal

Buxus e Magnolia ao fundo
Magnolia x soulangeana
Magnolia x soulangeana
Cycas ao fundo no patamar superior

recanto do jardim formal e Acer
Escadaria e Prunus x yedoensis
Vista do jardim com Buxus em topiária 
Zona do jardim formal e fonte central
As fotos são de Abril. Na primavera de uma cidade algo decepcionante, um grande e magnifico jardim botânico, surpreende pela sua dimensão, desenho e maturidade. Um sitio de verdadeira magia para quem aprecia o mundo botanico. Mas, nem tudo são coisas boas, o Jardim encontra-se algo degradado e é possível ver a falta cuidado, embora se esteja a investir na recuperação das estufas. A plantação vive sobretudo de um extraordinário conjunto de arbustos maduros e árvores de grande porte, sendo bastante pobre em herbáceas. Falta cor, faltam plantas, claramente, está mal gerido e não é um jardim botânico vivo. Não compreendo, por exemplo, que não seja possível visitar o jardim na sua totalidade. Como outros botânicos em Portugal, recebe muito pouco cuidado das autoridades responsáveis. 

Destaco algumas magnificas Magnólias e Rhododendrom, géneros nem sempre comuns em Portugal. 
Enquanto Coimbra transparece como uma cidade degradada, mal cuidada e gráfitada...uma sombra de si própria, o seu botânico surge com uma grandeza digna dos melhores do mundo, ainda que mal tratado.