quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Dezembro no jardim.

Cynara e Euphorbia characias

Cynara cardunculus e Sedum


Helleborus a despontar.























E com Dezembro chegou finalmente o frio, temperaturas muito baixas, tendo chegado inclusive aos -1ºC durante a manhã do ultimo dia. Dezembro trouxe também os Helleborus que começam agora a surgir do seu longo sono estival.

Nas fotos destacam-se duas autóctones: Cynara cardunculus e Euphorbia characias, plantas bastante valorizadas em paragens mais a Norte. As suas texturas contrastantes, são particularmente interessantes nesta altura do ano em que pouco mais há de interesse no jardim.

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Liquidambar




Esta belíssima árvore, encontrei-a recentemente em Benfica. Era impossível não reparar nela...num dia chuvoso de Novembro, vibrava em tons de vermelho vivo, alegrando toda a praça.

Liquidambar é um género com cerca de 5 espécies, todas elas árvores de grande porte. Não existem na flora europeia, sendo quase todos originários da América do Norte. 

Em Lisboa é uma árvore bastante rara em Parques e jardins públicos. Julgo que um dos factores que pode ter ajudado a que esta árvore seja quase desconhecida entre nós, é que o Liquidambar não gosta de solos calcários, exactamente o tipo de solo predominante na região de Lisboa.

terça-feira, 18 de novembro de 2014

O jardim adormece...


Canteiro de aromáticas e romanzeira.
Spring garden

Horta
Phlomis tuberosa

Framboeseiras
Serra de Montejunto

À medida que o Outono vai avançando, o jardim vai adormecendo aos poucos mas, a fase de dormência de Inverno pode também reter algum interesse, sobretudo a nível de texturas que resultam do decaimento sazonal.  

Também a estrutura do jardim pode ser melhor apreciada com o cair das folhas e desaparecimento de algumas anuais. Os Caminhos e canteiros que tenho disponíveis tornam-se agora mais evidentes, e com eles, tudo o que posso ainda preencher com plantas: trabalho para os próximos meses!

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Novembro no Jardim Gulbenkian.


Lodão
Rosa rugosa
Geranium sanguineum

Buddleja

Novembro começou bastante ameno e convida a sair de casa, um dos meus locais preferidos em Lisboa é o jardim da fundação Gulbenkian, onde há sempre algo de interessante independentemente da estação do ano. 
Desta vez destaco Beddleja, Geranium e Rosa, para além da lindíssima árvore que é o lodão.


terça-feira, 28 de outubro de 2014

As hortas da Quinta da Granja.










Em Agosto de 2011, escrevi aqui sobre o novo jardim de hortas urbanas que estava a ganhar forma para os lados de Benfica. Hoje, 3 anos depois, as hortas estão belíssimas e Lisboa definitivamente ganhou mais um jardim, este bem produtivo, por sinal. Dá gosto ver tantas pessoas a aproveitar um terreno que antes era praticamente um baldio.