Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Apresentados

No Jardim de Maio

Podemos esquecer os dias inócuos de Setembro, ou esquecer o Janeiro por ser tantas vezes frio e estéril, mas nenhum jardineiro pode esquecer os dias em Maio. Maio, o príncipe das rosas e da flor, não se esquece por todos quantos amam o jardim. E este Maio foi mais uma vez inesquecível - mesmo em retrospectiva, de quem cruza já o Junho, o riso sublime do mês de Maio permanece na memoria. Este Maio foi um sítio afastado e um mundo que aconteceu e permanece. Onde existiram as Aquilegia e Digitalis; onde progrediram as Íris e onde Nepeta e Geranium vestiram a terra de terna ventura: um intrincado dizer sobre o fértil e a vida. Porque falam estes canteiros. Porque chamam e sussurram em cor. Os purpuras são os que mais me dizem, e tomam parte da narrativa juntamente com os rosas, para daí clamarem sobre a singularidade do jardim no mês de Maio.   









Mensagens mais recentes

Abril no Jardim