terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Ginkgo


Ginkgo biloba, um fóssil vivo, vista recentemente no jardim das amoreiras, com as suas cores de Outono. De Crescimento muito lento, mas muito resistente à poluição, as Ginkgos são árvores maravilhosas em qualquer cidade, e que bom podermos apresiar exemplares de grande porte em Lisboa, especialmente quando se vestem de cores tão fortes!

sábado, 19 de novembro de 2011

Tília.

Vista no Jardim da Procuradoria geral da Republica em Lisboa, ao Rato, estas Tílias vestem-se das cores de Outono...e que belas que ficam nesta altura do ano. Uma árvore magnifica, a Tília.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Chuvas de Novembro.

Novembro trouxe as chuvas e o frio aos campos, tudo se transforma...as árvores perdem as folhas e o interesse diminui nos jardins. No entanto, alguns frutos trazem uma certa alegria, como esta romã, fruto da árvore Punica granatum, sempre o achei lindíssimo!

Os Goivos brancos continuam a dar flor, para eles a estação parece não ter mudado...as couves tornaram-se gigantes, parecem adorar este tempo, pois cresceram rápido ao sabor das chuvas. Tanto os goivos como as couves, pertencem à família Brassicaceae, e parecem todos dar-se bem com o Outono.

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Jardim Botânico da Ajuda.







São algumas das fotos que tirei há umas semanas atrás no Jardim Botânico da Ajuda, aquele que foi o primeiro jardim botânico de Lisboa, construído em 1768. É sem duvida um lindíssimo jardim, e em termos de colecções botânicas, parece-me muito melhor organizado que o Jardim Botânico da universidade de Lisboa. O Jardim esta essencialmente dividido em dois patamares, um é constituído por árvores tropicais e sebes de buxo, sebes estas que podem ser incluídas dentro das maiores da Europa. O patamar superior é dedicado à sistemática das colecções vegetais e incluem flora nacional, macaronesia assim como da América do Norte e tropical. As fotos de cima para baixo:
  1. Área de sistemática, plantas da África do Sul;
  2. Kalanchoe beharensis;
  3. Crisantemos;
  4. Patamar inferior e Araucárea;
  5. Patamar Superior, Carvalhos;
  6. Fonte e canteiros das colecções.

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Num Terraço.




No cimo de um conhecido centro comercial de Lisboa existe este espaço ajardinado, que apresenta um tipo de plantação bem interessante. Stipa tenuisssima (família Poaceae) aparece em grande destaque, juntamente com bambus e Cotoneaster, mas a estrela parece-me ser o arbusto de cor prateada que permite destacar as outras plantas que o envolvem. Infelizmente não sei o seu nome, será uma Artemisia? Santolina? Não tenho a certeza de qual é...mas, o seu valor ornamental é indiscutível.

domingo, 30 de outubro de 2011

Um livro.


Recomendo este Livro a todos aqueles que gostam de livros sobre jardinagem, trata-se de um desfilar sucessivo de fotos lindíssimas em jardins de extremo bom gosto...não consigo parar de ver estas paginas, são 100 jardins, qual deles o mais interessante! Só é pena serem quase todos Ingleses (nada contra) ou do mundo anglo-saxonico, poderia ser um pouco mais diversificado, mas para quem como eu adora o estilo cottage garden ou os jardins de plantação contemporânea, este livro é de se ficar viciado. São tantos os pormenores! A selecção de jardins é bastante inteligente, faz-nos ter vontade de desenhar o nosso próprio jardim, ou então correr a comprar viagens e visita-los a todos. O Livro esteve à venda na fnac e foi lá que o comprei, mas agora já não o vejo por lá. Mas talvez ainda possa ser encomendado, recomendo vivamente!

http://www.amazon.com/Dream-Gardens-100-Inspirational/dp/1858944864/ref=pd_sim_b_3

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Mais bolbos.

Este ano vou plantar mais Narcisos, em grandes quantidades...os da imagem são Narciso Ice follies, e Fortune. Depois na imagem aparecem alguns Allium, distinguindo-se pelos bolbos de cor branca. São da variedade allium hollandicum "purple sensation". Na Imagem aparecem também os bolbos característicos da Tulipa, desta vez Tulipa greigii 'Red Riding Hood'. Os Bolbos mais pequenos são de Crocus chrysanthus.


quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Em floração...


Por estes dias estão ainda em floração no Jardim Gulbenkian Achillea millefolium, ou melhor o seu cultivar vermelho-rosa (primeira foto) e nos terraços do edifício sede podemos ver  Hemerocallis amarelos, na segunda floração do ano, depois de florirem primeiro em Abril.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Pelo Jardim Botânico...

E os dias de Outono surgiram realmente quentes, melhor que o próprio Verão, algo só possível devido ao já incontestavel aquecimento Global. Pelo jardim botânico de Lisboa, as plantas aguentaram como puderam o forte Estio deste ano, entretanto algumas continuam em Floração resistindo à mudança de estação. Viola odorata (foto acima), uma unica flor no meio de um grande canteiro verde, desta planta ja rára nos nossos jardins.

 Flor em forma de Globo do lindissimo cardo, Echinops sphaerocephalus. Muito usada em jardins de estilo contemporâneo em Inglaterra e na Holanda, é no entanto uma planta abundante no sul. As suas astes atingem 1 metro de altura.

Esta é uma trepadeira de excepcional beleza, mas infelizmente não a consegui identificar. Cresce na parede voltada a sul do talhão das Monocotiledóneas no Jardim Botânico. Se alguém sabe o seu nome, diga-me por favor. A foto abaixo é do "lago de cima" nos canteiros da "Classe", onde a luz de Outono já se fazia notar.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Algumas descobertas.


Pois é, eis que ia eu a passear pelo jardim Gulbenkian, quando olho para um dos terraços do edifício principal e descubro uma das minhas plantas preferidas: Anemonas japonicas (Anemone x hybrida). São umas plantas lindíssimas, flores de uma beleza muito particular sobre caules alongados e folhas tipo parra de uva. Florescem no inicio do Outono, as fotos aqui apresentadas são de há cerca de uma semana atrás...penso que já não estão a dar flor. Gostaria de encontrar alguém que tenha alguma destas plantas, e me possa dar um pequeno rizoma?:) Ou então alguém que saiba onde posso comprar uma, é que nunca as vi à venda por ai...

Outra Surpresa deste mesmo dia foi ter encontrado estes Narcisos em floração, não estarão um pouco fora de Época? Narcisos em Outubro?! De qualquer forma são muito bonitos, embora não os tenha conseguido identificar. Será um Narcissus tazetta? São ligeiramente perfumados, nota-se quando se toca na flor.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Amaryllis.

























Amarilis belladonna tal como se pode encontrar no Jardim da Estrela, nestes dias de inicio de Outono cheios de sol:)


quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Um Novo Jardim Para Lisboa...




























É ainda um terreno esteril mas, aqui vai nascer uma das zonas verdes mais produtivas de Lisboa. Trata-se de uma extensão do Parque da Quinta da Granja, e será inteiramente dedicado às Hortas na cidade...espero que resulte.  Não deixa de ser de louvar que a Câmara Municipal esteja a investir em novos espaços verdes, numa altura de tão pouco dinheiro. 

domingo, 21 de agosto de 2011

Jardim da Estrela.





















































É mais um dos jardins clássicos de Lisboa, a sua construção iniciou-se em 1842 sendo portanto também, um jardim de inspiração romântica.  É claramente um jardim de bairro e familiar, ao Domingo famílias inteiras passeiam-se pelo jardim, muitas vezes para apreciar eventos musicais que ainda têm lugar no velhinho coreto, um dos elementos centrais do jardim. Varias estátuas e lagos com patos e cisnes, contribuem para um certo charme de mais este jardim Lisboeta. Entre as árvores de interesse, encontra-se um dragoeiro, tipuanas, jancarandás e Ficus.


domingo, 24 de julho de 2011

Jardineiros Famosos: Carol Klein.

A Casa em Glebe Cottage.

Carol Klein é uma especialista em jardins Britânica, também colunista e apresentadora de televisão, sendo uma figura bastante popular no Reino Unido. Nascida em Lancashire em 1945, Carol começou por ser  professora de arte em escolas de Londres, antes de se mudar para Devon, onde viria a leccionar na Universidade de North Devon. Pouco tempo depois deu inicio o seu próprio viveiro de plantas, o Glebe Cottage Plants.

Carol Klein iniciou-se em televisão com Gardeners´World em 1989 e desde então tem apresentado outros programas sobre jardinagem, tais como Real Gardens e Open Gardens. Os projectos mais recentes incluem Life in a Cottage Garden, que segue a vida do seu jardim de Glebe Cottage durante um ano inteiro, e Grow Your Own, que incentiva as pessoas a criarem os seus próprios vegetais.

http://www.telegraph.co.uk/gardening/gardeningadvice/8243832/Carol-Klein-Life-in-a-Cottage-Garden-presenter-interview.html


Jardim da Glebe Cottage.

Alguns vídeos com Carol Klein no seu jardim em Glebe Cottage:



quarta-feira, 20 de julho de 2011

Pelo Campo...

Julho já vai avançado e a altura mais quente do ano está ai. Na minha aldeia o Verão vai amarelecendo as searas e os campos, mas muito ainda permanece verde. E há flores ainda a rebentar, a flor do Cardo austera e bela, identifiquei como sendo Cynara cardunculus, mas não tenho a certeza.


























A planta seguinte não a consegui identificar mas será possível que seja flor de Cenoura? É que ainda há uns meses havia cenouras neste campo, agora tudo o que encontrei foram estas flores. Nunca tinha visto a cenoura dar flor.


























A foto acima é a lindíssima trepadeira que todos conhecemos como gloria-da-manhã, Ipomoea purpurea, com as suas flores inconfundíveis, desaparece com as primeiras geadas, para depois voltar no Verão e encher as manhãs de beleza única.

Fel-da-terra, Centaurium erythraea

























A flor na foto de cima não a consegui identificar (identificada mais tarde) crescem perto do rio, e formam estas belas inflorescências. As flores são pequenas mas o conjunto salta à vista. A foto abaixo, é a Lindíssima Crocosmia, conhecida de todos nos...as suas flores de cor avermelhada começam agora a assinalar que Verão chegou para ficar...pelo menos mais uns meses:) 


quinta-feira, 7 de julho de 2011

Jardim Garcia da Orta.






























Situam-se na zona Ribeirinha do Parque das Nações, a norte da Doca dos Olivais. São Jardins com uma abundante e variada vegetação constituídos por botânica exótica e tropical de diversos ecossistemas, considerados representativos das principais zonas de proveniência de espécies na época dos Descobrimentos. Ocupam aproximadamente 2500 m2, divididos por seis talhões com vegetações características de Timor, Coloane, Goa, São Tomé e Brasil, Macaronésia e África.
Estes jardins são ideais para um passeio pedagógico e botânico de fim-de-semana com a família. Fotos (de cima para baixo):

  1. Entrada Este e lago.
  2. Talhão de São Tomé e Brasil
  3. Talhão da Macaronésia - Videira da Madeira
  4. Talhão da Macaronésia - Muros típicos das ilhas atlânticas.
  5. Dragoeiro ou Iúcas ?

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Gladíolo, Alstroemerias e Ixias.




























Gladíolo e as Alstroemerias Crescem lado a lado no jardim-horta da minha mãe, na verdade ela planta as coisas um pouco de forma aleatória, mas ate que resulta no final. Na foto acima, uma bonita Ixia que floriu  este ano pela primeira vez.