sábado, 26 de junho de 2010

Agapanthus.

Esta planta é originaria da África do Sul mas foi introduzida há vários séculos na Europa, em Portugal dá-se muito bem e nestes dias podemos aprecia-los um pouco por toda a cidade, com as suas belas flores estendidas ao sol do solstício de Verão. Em tempo de Mundial da FIFA é bom lembrar esta bela planta vinda da África do Sul.

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Miradouro e Jardim de São Pedro de Alcântara.

O Miradouro de São Pedro de Alcântara é por estes dias de inicio de Verão um lugar fantástico em Lisboa, daqui  tem-se uma bonita perspectiva sobre o lado leste da cidade, nomeadamente os bonitos bairros da Graça e de São Vicente de Fora e o Castelo de São Jorge. O Jardim é também muito agradável e desde que foi recuperado, tornou-se um dos locais mais elegantes da cidade. As sombras das árvores que rodeiam o Miradouro tornam-no ainda mais agradável nesta altura do ano.

terça-feira, 22 de junho de 2010

O jardim da minha infância.

Quando era miúdo era aqui que passava as tardes a brincar. Voltei lá há pouco tempo e é incrível como tudo pareceu diferente. A casa é propriedade de um familiar, cuja idade e também porque já não vive permanentemente nesta casa, não permite grandes melhoramentos no Jardim. Mas lá está, continua bonito embora muito menos cuidado, as árvores continuam no sitio de sempre: um grande pinheiro e uma velha Nogueira, as roseiras também são as mesmas e são decerto mais velhas do que eu. Este jardim pertenceu à minha avó que tinha uma grande paixão por roseiras e flores em geral... É bom voltarmos ao Jardim da nossa infância!


sexta-feira, 18 de junho de 2010

Os Jardins de Marcel Marlier.

Marcel Marlier é o conhecido Ilustrador belga criador dos Livros da Anita, juntamente com Gilbert Delahaye. Quando eu era criança adorava os desenhos destes livros e ficava completamente cidrado nas cores e nos pormenores das suas ilustrações. Vivendo as suas historias perfeitas no seu mudo perfeito, Anita também tinha um Jardim e em varias das suas aventuras, Marcel Marlier desenhou belos Jardins para a sua Anita, Jardins esses que têm a particularidade de só puderem ser completamente apreciados por aqueles que ainda são criança ou por aqueles que nunca o deixaram de ser. 

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Jardim do Príncipe Real.


Podemos de novo usufruir do Jardim do Príncipe Real, as obras terminaram há quase um mês, e podemos dizer que até foram muito rápidos. A Câmara municipal de Lisboa tem feito um esforço visível por recuperar alguns espaços verdes, isso é inegável, mas terá sido esta assim tão necessária? Há vozes contra e a favor e muito já foi escrito sobre o abate de dezenas de árvores neste jardim, mas agora que o temos de volta tudo isso parece ter ficado para trás e o prazer de passear de novo por este elegante jardim, faz esquecer a revolta que muitos sentiram ainda no Outono passado quando iniciaram as obras.
  As diferenças são poucas, há mais espaço esta tudo mais luminoso e arejado, mas sinceramente esperava muito mais, parece que a jardinagem do bulldozer e da picareta não podem fazer milagres, quando o que se pretende é elegância e pormenor:  os acabamentos são muito pobres e os espaços relvados continuam longe do que seria de esperar. Canteiros cheios de mangueiras à vista de todos e árvores que foram plantadas já mortas, também não é o que se quer para os jardins de Lisboa. Das árvores que foram plantadas, contei 3 que estão já mortas e varias outras parecem estar moribundas.
  Mais positivo é o facto de se ter tentado preservar o carácter mais clássico do jardim, colocando bancos novos e iluminação por candeeiros de traça antiga, que ajudam a manter o charme do jardim do Príncipe Real.


quarta-feira, 9 de junho de 2010

Iris hollandica.

As Íris (Iris hollandica) que crescem no jardim da minha mãe deram finalmente flor. Podemos ver a diferença em relação às Fotos que  publiquei aqui no inicio de maio. Lindíssimas!
Iris hollandica

terça-feira, 1 de junho de 2010

Hipódromo do Campo Grande



Decorreu no passado domingo a final do Concurso Internacional de Saltos Oficial de Lisboa 2010, aparentemente é um dos eventos de saltos equestres mais antigo da Europa, mas para quem não entende muito do assunto, eis o que me chamou mais à atenção no Hipódromo do Campo Grande: