quarta-feira, 22 de setembro de 2010

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Lisboa sem charme






























É incrível o grau de destruição que se pode encontrar no Jardim do Miradouro de São Pedro de Alcantra. Um jardim que foi recuperado há pouco mais de dois anos e que ainda há bem pouco tempo podia ser apontado como um bom exemplo de recuperação da cidade. Dois anos depois o que resta? Muito pouco...basta desviar um pouco os olhos do magnifico cenário Lisboeta e começar a olhar com mais atenção à nossa volta para ver os sinais evidentes de degradação dos jardins. No patamar inferior, por exemplo, os canteiros de buxos e roseiras estão totalmente degradados e as ervas daninhas tomaram o lugar de assalto. A maioria dos buxos não vingou e as roseiras cresceram aleatoriamente e sem serem podadas.

Todo o Jardim das estátuas está bem longe do jardim formal que inicialmente se pretendia e nada mais é que um lugar de desmazelo e sem charme algum. No patamar superior, a degradação continua...desta vez, são as centenas de tags que cobrem os muros junto ao canteiro das Hortências, elas próprias em muito mau estado também. As Ericáceas plantadas no canteiro em volta da estátua de Prado Coelho secaram totalmente e resta um monte de palha. E os Agapantos também já conheceram melhores dias, aos poucos estão a desaparecer, pois toda a gente insiste em fazer dos canteiros local de passagem para evitar andar um metro que seja.

A Câmara Municipal é a principal responsável por toda a degradação do espaço, pois jardins como estes, que são frequentados por milhares de pessoas todos os dias necessitam de um cuidado diário...Tratar dos jardins uma vez por mês não resulta e só trás despesas maiores a longo prazo. Todas estas plantas e o relvado vão ter que ser substituídos e isso é por certo muito mais dispendioso do que cuidar do jardim numa base diária. É Lisboa que perde...geralmente tento dar uma visão optimista, mas é impossível ser-se optimista num lugar assim. Ainda há um ano o jardim parecia estar no bom caminho, hoje resta um lugar sem charme!

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Um Jardim Português

Enquanto o Verão já vai avançado, pouco resta verde e em flor por esse país fora. Este fim-de-semana deparei-me com esta típica casa portuguesa em São Martinho do Porto e com o seu também típico jardinzinho. Parece que uma senhora muito velhinha cuida todos os dias do jardim desta casa e conseguiu o manter florido até Setembro.