sexta-feira, 29 de abril de 2011

Eremurus robustus



























Eremurus robustus é um planta bolbosa enorme oriunda da Ásia central, os Ingleses chamam-lhe Foxtail Lily. A sua Inflorescência pode atingir 1 metro de altura. Necessita de solos arenosos e secos para florir bem. A foto que mostro em cima foi tirada ainda em Março no Jardim Botânico de Colónia e aguçou a minha curiosidade sobre esta planta, alguém conhece ou tem alguma em Portugal?

Floração em Junho.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Tulipas em Munique.































Entretanto voltei para Lisboa, mas deixo aqui mais algumas imagens do jardim botânico de Munique. Trata-se da zona do Jardim de Primavera que há duas semanas atrás se encontrava cheio de Tulipas.
Deixo também um pequeno vídeo Britânico sobre a diversidade de Tulipas:

terça-feira, 26 de abril de 2011

Erica.


Género Erica em floração no Jardim Botânico de Colónia, aliás muito usado na Alemanha em jardins. Necessita de um solo ácido e adora crescer junto a coníferas, pois dá-se muito bem em solos com as suas folhagens. Em Portugal é mais conhecida como Urze, e lembro-me de como cresce espontânea, por exemplo no Gerês, onde a encontrei no Curral da Lomba do Vidoeiro, quando fiz o Trilho dos Currais. Podem ler um pouco mais sobre o Gerês e Erica aqui.

terça-feira, 12 de abril de 2011

Jardim Botânico de Munique: Pátio Ornamental.































Visitei recentemente o Jardim Botânico de Munique e só uma palavra me ocorre para o classificar: espectacular! Se tivesse que escolher um jardim como o melhor dos que vi até agora na Alemanha não hesitaria em escolher Munique. Há que dizer que o tempo que tive para a visita não foi muito longo, mas o suficiente para ter uma visão geral de todo o jardim, que na verdade é enorme, tem mais de 20 hectares. O Jardim está dividido em diferentes áreas, começo por apresentar o Pátio Ornamental, que fica perto da entrada. Como podem ver nas imagens, tulipas, narcisos, jacintos, magnólias e cerejeiras em flor é só um pouco do que se pode encontrar aqui nesta altura do ano.

http://www.botmuc.de/en/garden/outdoor_area.html

sábado, 9 de abril de 2011

Plantas Alpinas em Colónia.






Erythronium californicum

Primula auricula



A área da plantas alpinas em Colónia fica ao ar livre numa zona rodeada por um dos lagos do Jardim Botânico, e em Abril enche-se de cor devido ás varias espécies ali presentes entrarem em floração ao mesmo tempo. Encontram-se aqui primulas, fritilárías, tulipas, euforbias e muitas outras em floração, mas gostaria de destacar a planta da foto de cima, um Erythronium sendo que esta foi a primeira vez que vi um sem ser em livros. Gostaria de observar exemplares deste género em Portugal, alguém sabe onde os podemos encontrar?

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Fritilárias.

Fritillaria meleagris

Fritillaria meleagris

Fritilaria michailovskyi

























Começaram agora a aparecer as primeiras fritilárias no Jardim Botânico de Colónia, e são realmente plantas muito interessantes, sobretudo pela sua flor singular e pelo ar selvagem com que aprecem aqui e ali pelo jardim. As duas primeiras fotos são da Fritillaria meleagris, a Fritilária mais comum cultivada em jardins. A ultima foto é da Fritilaria michailovskyi, originaria da Turquia. A nossa fritilária chama-se Fritillaria lusitanica, podem-na ver aqui ou também aqui. Pena é que esta bonita planta seja tão pouco usada em jardins em Portugal.

terça-feira, 5 de abril de 2011

Jardineiros Famosos: Rosemary Verey.

Jardim de Barnsley House.




































Rosemary Verey foi uma designer de jardins britânica, foi também conferencista e uma escritora prolífica. O  jardim mais famoso que projectou foi o da sua própria casa em Barnsley House, que ainda hoje é apontado como um projecto de referência.
 

Em 1970 Rosemary abriu o jardim ao público para o Garden Nacional Scheme, mas acabou por ter que o abrir 6 dias por semana, para atender aos 30.000 visitantes anuais. Em 1984, começou a projectar jardins para clientes americanos e britânicos. Alguns dos seus Clientes mais notáveis ​​foram SAR o Príncipe de Gales, Michael de Kent e o Jardim Botânico de Nova Iorque.

Rosemary Verey ficou conhecida por trazer alguns elementos de referência em jardins públicos e colocá-los à escala do jardim privado comum. Barnsley House
inclui, por exemplo, um Jardim de plantas para usos culinários, bordaduras clássicas de herbáceas, cercas de roseiras e o magnifico passeio de Laburnum aqui recriado à escala do jardim domestico, tal como Rosemary propunha.
   
Foi premiada em 1999 pela Royal Horticultural Society, com a Medalha de Honra da Rainha Victoria (VMH). Rosemary faleceu em 2001, mas deixou uma vasta obra escrita, entre os quais:

Rosemary Verey's English Country Gardens 
Making of a Garden.
The Garden in Winter
The Englishwoman's Garden




http://www.independent.co.uk/news/obituaries/rosemary-verey-729196.html
http://www.greatbritishgardens.co.uk/rosemary_verey.htm
Credito fotografico para : http://www.flickr.com/photos/cotswold-scenes/2115306919/

domingo, 3 de abril de 2011

Jardim Botânico de Bona II.

O Arboreto fica no fundo do jardim junto ao Lago e beneficia do clima ameno de Bona, sendo que aqui  estão representadas árvores de todas as zonas temperadas e até mesmo da Florida, como é o caso deste belo Taxodium distichum com as características projecções aéreas da raiz.

Outras coníferas estão representadas, Abetos como Abies homolepis originário do Japão, vários espécimes de ciprestes e pinheiros, dos quais destaco Pinus bungeana, o pinheiro chinês. Um enorme exemplar de azevinho, Ilex aquifolium também pode ser visto nesta área do jardim.

Varias espécies de árvores caducifólias fazem parte da colecção, por exemplo duas bonitas bétulas ( de tronco branco na foto de cima) e esta majestosa faia, Fagus sylvatica. Toda esta zona do jardim é rodeada por vários canais provenientes do lago central, o que dá um ambiente muito interessante ao bosque.


























Existe inclusive uma zona de prado, onde podemos ver tulipas, narcisos, varias espécies de anemonas e heleborus em flor. Entre as varias árvores presentes está um magnifico exemplar da nossa azinheira (Quercus ilex) como testemunha a foto seguinte.
O Arboreto é realmente a zona mais surpreendente do jardim, porque está muito bem desenhado e o lago dá-lhe uma atmosfera única. Pena mesmo foi o tempo estar de chuva, mas há que dizer que o jardim botânico de Bona merece um regresso, talvez noutra altura do ano. Antes de terminar a minha visita ainda reparei neste magnifico Cedrus atlantica (foto abaixo), oriundo das montanhas do atlas.


























http://www.botgart.uni-bonn.de/

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Jardim Botânico de Bona I.

O Jardim Botânico da Universidade de Bona foi desenvolvido a partir de um jardim renascentista formal e actualmente está entre os mais belos jardins botânicos e com maior prestígio da Alemanha. Infelizmente o dia que escolhi para o visitar foi um dia de muita chuva, mas ainda assim todo o jardim excedeu as minhas expectativas, e portanto valeu a pena a molha!

Echium wildpretii 
Cerca de 11.000 espécies de plantas, que é várias vezes o número de espécies que ocorrem naturalmente na Alemanha, são cultivadas nos seus 13 hectares. Tirei fotos às que mais me interessaram, por exemplo: uma Euphorbiacea (flor amarelada na foto acima) e este elegante Echium wildpretii originário das Canárias.

Tulipa praecox
Esta é a Tulipa praecox e atenção pessoal de Lisboa e Algarve ( e mesmo resto do país), esta é a tulipa que melhor se adapta a essas zonas. É conhecida como a tulipa do Texas (embora seja originaria da Grécia), naturaliza e multiplica-se facilmente em regiões de Invernos amenos, voltando ano após ano sem precisar de cuidados especiais. Tenho que ver onde arranjar uns bolbos desta espécie de Tulipa também para mim.

 Iris unguicularis

Anemone blanda





Acima estão Iris unguicularis, cresce selvagem na Turquia e como podem ver é lindíssimo  Na foto seguinte está uma anémona de cor azul, nativa do Sul da Europa até à Síria, Anemone blanda. Esta planta é muito popular em Jardins aqui na Alemanha.



























O jardim tenta recriar alguns biótopos terrestres particulares como a Floresta Pantanosa Temperada (primeira foto destas duas), mas também tem a preocupação de mostrar os diferentes grupos de plantas, como na foto acima no jardim da secção de Sistemática. Infelizmente por causa da chuva não consegui ter muita atenção a esta parte do jardim, tendo seguido para o Arboreto, que fica no fundo do jardim junto ao lago. Sobre essa parte falarei num próximo post.