domingo, 28 de abril de 2013

Allium schubertii

Allium schubertii com Armeria maritima em fundo.
Até agora o meu maior sucesso com Alhos ornamentais foi com o A.schuberti. Este Allium dá flor normalmente no inicio do Verão, a inflorescência é uma espécie de estrela enorme (mais de 25 cms de diâmetro!) que lembra um fogo de artificio de cor purpura. O da foto foi o primeiro a surgir este ano, e em breve todos os outros vão estar em flor. Precisa de solo leve, com boa drenagem e tal como quase todos os Allium, não gosta de competição com outras espécies,  por isso deve ser mantido numa zona onde não haja outras plantas invasivas ou de crescimento rápido.

Os Alliuns ornamentais não têm sido fáceis no meu jardim, por exemplo o Allium "purple sensation" não floriu o ano passado, e este ano ainda surgiram alguma folhas mas, parte foi comida pelas lesmas e as restantes não mostram sinais de vir a vingar.

Espero em breve ter mais (boas) noticias dos meus Alliuns...

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Abril, mês de Íris.

Iris xiphium no jardim botânico de Lisboa.



 Iris lusitanica no jardim botânico de Lisboa


























 Iris com cinerárias no jardim da Estrela.















































Estes foram alguns dos Íris que se puderam encontrar em Lisboa durante o mês de Abril. O Iris xiphium e o I. xiphium var. lusitanica são ambos plantas autóctones de Portugal. Ambos podem ser encontrados nas orlas de matagais e bosques, em diversos tipos de substrato, desde arenoso a rochoso, sendo bastante comuns. Os Iris da foto de baixo são vulgares híbridos de I. germanica, fotografados no jardim da Estrela, acompanhados aqui pelas cinerárias, agora já no final da sua longa época de floração.

domingo, 21 de abril de 2013

O meu Top-10 de vivazes!

Primula Vulgaris / Aquilegia alpina
Este é o meu top 10 de plantas vivazes. Na realidade não se trata de escolher a melhor, não as classifiquei de 1 a 10, sendo a 1 a melhor, mas antes seleccionei 10 plantas que cresceram bem no meu jardim o ano passado (época de 2012, embora as fotos não sejam do meu jardim) e com as condições que temos no jardim. A série começa na Primavera e acaba mais para o fim do Verão/inicio do Outono com as anémonas híbridas. Só com estas 10 plantas já seria possível ter um jardim interessante!
1. Primula vulgaris. Já falei muito nesta planta, continuo a dizer de que se trata de uma excelente planta com inúmeras vantagens para áreas de sombra. Floresce profusamente e trata-se de umas das primeiras do ano a dar flor. Precisa de um solo fértil e fresco, mas até suporta alguma seca, desde que esteja na sombra.Devem dividir-se os conjuntos de plantas ao fim de alguns anos, para que continue a dar flor. 
2. Aquielegia alpina, escolhi esta, mas podia ser qualquer outra aquilegia, todas elas se deram muito bem, mas este azul da alpina é especial. Precisa de muito boa drenagem senão apodrece no Inverno. De preferência meia sombra e solo fresco, mas suporta alguma seca durante um período não muito longo. Propaga-se com muita facilidade por semente.

Iris hollandica / Hemerocallis "Rajah"























3. Iris hollandica, seria injusto não incluir este Íris já que em Abril, e durante duas semanas é a estrela do jardim. É muito fácil de se estabelecer e forma rapidamente um conjunto interessante, convém no entanto plantar os bolbos no em grupos de 5 a 7 unidades, já que isto favorece a floração. Para já é o melhor dos meus Íris, e tenho-o em vários pontos do jardim. 
4. Hemerocallis "Rajah", é um verdadeiro espectáculo,  em flor durante mais de um mês e com flores lindíssimas,  em que cada dia floresce uma nova. Convém cortar as flores que todos os dias murcham, pois estimula a floração por mais tempo. Gosta de sol ou meia sombra, com solo algo fértil.  Sensível no entanto aos caracóis e lesmas que podem fazer grandes estragos. Suporta bem os meses mais quentes.

Stachys lanataLavandula sp.























5. Stachys lanata, é uma daquelas plantas que é imperativo ter. É uma excelente planta de cobertura, cultivada sobretudo pela sua folhagem de cor prateada e sedosa , as inflorescências são também interessantes, marcando uma interessante textura. Deve ser cortada varias vezes no inicio da época estimulando assim uma floração mais tardia e uma planta mais robusta e com mais hastes. Pode ser bastante invasiva para outras plantas, tomando todo um canteiro com facilidade, por isso há que a manter sob vigilância e cortar de vez em quando.
6. Lanvandula sp. é uma crime não haver mais destas plantas nos jardins portugueses, as suas flores perfumadas são um estimulo para os sentidos e além disso atraem abelhas e outros insectos polinizadores, aumentado a produção de frutos no jardim. As alfazemas têm que imperativamente ser podadas no final de cada Verão, de preferência até duas vezes por ano: depois da floração e no inicio do Outono. Se não for podada torna-se rapidamente uma planta velha e sem interesse.

                                                                                                                                         Achillea filipendulina / Eryngium planum

























7.Achilea filipendulina, é a melhor das aquileas na minha opinião, no meu jardim crescem de forma perfeita, adoro as inflorescências que acrescentam uma textura extra aos canteiros. São excelentes juntamente com gramíneas como as Stipas, ou com outras plantas também com um porte alto, especialmente as de floração azul como os Eryngium ou Perovskya. Há que as manter sob controlo, rapidamente se tornam invasivas.
8.Eryngium planum, foi uma surpresa e uma descoberta esta planta no ultimo ano. Atingiu logo um porte interessante com uma floração profusa. As suas flores de um azul metálico atraem imensas abelhas e outros insectos. O contraste que faz com as equináceas é já um clássico que vale a plena tentar!

                                                                                                                                     Echinacea purpurea  / Anemona X japonica



9. Equinacea purpurea, esta foi a estrela do meu jardim o ano passado, toda a gente que foi lá a casa perguntava que planta era? Considero bastante fácil de cultivar, desde que se tenha um solo relativamente fértil  e se tenha atenção às regas nos dias mais quentes do Verão. As flores são lindíssimas, e formam uma espécie de pinha quando começam a produzir as sementes. Devem ser retiradas as flores antes de produzirem semente no primeiro ano, pois isso levara a que a planta leve menos tempo a se estabelecer.
10. Anemona X Japonica. Uma lindíssima planta que logo no primeiro ano deu flor, e são plantas realmente únicas. As próprias folhas em forma de parra de uva são por si só interessantes. Florescem no final do Verão até ao inicio do Outono. É talvez a planta mais exigente de todas que apresentei, quer em termos de solo, quer em humidade disponível. Necessita um solo rico em matéria orgânica, de preferência fresco e há que ter atenção às regas sobretudo antes da planta se ter estabelecido completamente, depois disso resiste melhor a pequenos períodos de seca. vale a pena tentar!

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Mais das minhas Tulipas...

Tulipa "Darwin"
























As mesmas, vistas de cima...

Mais tulipas "Darwin", estas variaram um pouco de cor em relação ao ano passado, algumas apareceram matizadas entre amarelo e vermelho, possivelmente devido à actuação de vírus. De qualquer forma são lindíssimas e já vão no terceiro ano, sem que tenham variado a qualidade de floração. Os híbridos "Darwin" estão entre os mais fáceis para cultivo no nosso clima.

Entretanto as minhas primeiras Alchemilla mollis já apareceram. Esta é uma das plantas mais típicas dos jardins britânicos, pertence à familia Rosaceae e há muito que a desejava ter, é excelente para zonas de sombra, mas também se dá bem com algum sol. Fica muito bem na companhia de Stachys lanata, por exemplo, com a qual forma uma interessante variação de textura.

Alchemilla mollis

quinta-feira, 11 de abril de 2013

O meu jardim em Abril.

Tulipa "Darwin"
























Hibrido de Iris germanica

Abril é sempre um dos meses mais belos na região onde fica situado o meu jardim, e a luz do mês de Abril não tem comparação. Entre as plantas em floração este mês, tenho as tulipas "Darwin", que são uma das variedades mais fáceis em Portugal, estas estão no terceiro ano de floração. As Iris germanica são um clássico e estas em particular vieram de casa da minha avó, por isso têm um valor pessoal. As flores são de um azul que a mim me interessa, e a própria folhagem é bonita, embora este ano muito estragada pelas lesmas e caracóis que têm tido um festim!

Allium schubertii e Armeria maritima.

Acima o primeiro Allium schubertii a iniciar floração este ano, e posso dizer que está pelo menos um mês adiantado em relação ao ano passado, sendo que muitos dos outros ainda não mostram sinais de vir a dar flor nas próximas semanas. É uma excelente planta, e para já os melhores resultados que tive com Allium ornamentais. Acho interessante a combinação do Allium com a, Armeria maritima, mais uma planta recente, este ano está a dar flor pela primeira vez no meu jardim. Pertence à família Plumbaginaceae, e existem varias espécies autóctones. É realmente muito ornamental,  e tolerante a condições de seca!

Armeria maritima

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Alguns projectos...

 Sol pleno durante 12h















                                                                                                                                                           Meia Sombra, cerca de 6h de sol.


Quando não tenho mais nada que fazer divirto-me a planear algumas combinações de plantas e bordaduras, os resultados são desenhos como os de cima. Muitos deles são só projectos não concretizados e que me permitem treinar este tipo de desenho com plantas, mas outros serviram mesmo de base para algumas bordaduras. 

O da primeira foto foi um esboço que esteve por base do meu primeiro canteiro no jardim da minha mãe, já o de baixo foi feito  apenas há alguns dias e é um plano para uma zona de sombra-media (cerca de 5-6 horas de sol directo). 

Entre as plantas que escolhi, destaco:  Achantus mollis, Iris foetida/Iris sibirica, Carex, Vinca minor, Viola odorata, Primula vulgaris, Aquilegia alpina, Berguenia, Campanula alliariifolia, Aquilegia chrysantha e Anemona japonica.

Na foto de baixo encontram-se algumas plantas que comprei e plantei no inicio de Março: mais Echinacea e Egyngium, Alchemilla molis, allium atropurpureum, um geranium rustico e ainda uma dália. Embora eu tenha algum preconceito em relação a esta planta, acho que a maior parte delas são demasiado exuberantes,   mas a dália é a flor preferida da minha mãe e tinha que lhe fazer a vontade...lá escolhi a variedade "Arabian Night".

Plantas vendidas durante a dormência vegetativa, podem-se encontrar num supermercado conhecido de origem alemã.

sábado, 6 de abril de 2013

Início de Abril no Jardim Botânico.

                                                                                                                                                                                        Paeonia broteroi

























 Myosotis sp.
























Ranunculus sp.

























Ficam algumas das poucas coisas que estão neste momento em floração no jardim: a Paeonia broteroi da qual já falei anteriormente aqui, tal como uma das minhas favoritas, os miosótis, pertencente à família Boraginaceae. Escolhi as plantas que me chamaram mais à atenção, mas corro o risco de me repetir um pouco, pois o jardim botânico da UL tem realmente as colecções muito depauperadas, há pouca diversidade, especialmente para um jardim botânico. 

De notar que este ano o jardim está ainda mais desleixado que o habitual, muitas ervas daninhas nos canteiros, muita coisa por podar ou arranjar...enfim, muito mal! E quem está à frente do jardim? O que tem a dizer sobre isto? Será que os funcionários não poderiam começar a comprar do seu próprio bolso, algumas plantas para aumentar um pouco mais a colecção? Será que tudo tem de depender do estado? Parece-me que há também claramente muita falta de interesse por parte de quem está à frente do jardim. Muito mais poderia ser feito, as plantas não são assim tão caras, nada que algumas campanhas para angariar fundos não resolvessem. É uma vergonha para a cidade ter um jardim assim tão pobre e desleixado!

Nota positiva vai para a intensa vida animal que se pode ver por todo o jardim, são inúmeras as aves...desde patos real, melros, gaio-comum, papagaio rabo-de-junco (aclimatado), entre outras espécies fáceis de observar...
Glicínia